Postagens

Solidão Solidaria


Você se sente sozinho? Como é se sentir só mesmo com outras pessoas? Como é se sentir bem mesmo quando estamos sozinhos? Solidão é estar sem você? Solidão solidaria é estar bem como você mesmo só? Vivemos numa sociedade consumista e imediatista, e vejo pessoas que precisam estar na moda, em contato constante com as redes sociais, para não se sentirem sós. Observo pessoas que mesmo tendo muitos bens materiais com poder político e financeiro, sendo  artistas e famosos, que estão infelizes, deprimidos, com um vazio que não se preenche. Claro que existe uma pré-disposição para a solidão interior, que está no DNA e no ambiente que vivemos desde a infância, que afasta a pessoa de si mesma, fazendo com que ela se enfrente consigo mesma, como se fosse um inimigo, se boicotando,  mas sabemos que o nosso psiquismo busca o equilíbrio através da compensação, como acontece nos sonhos, tentando nos ajudar dando avisos que muitas vezes não percebemos ou não queremos ver, por isso as doe…
Ansiedade e depressão

Todos nós temos um pouco de cada sintoma, o que devemos evitar é ter muito de um só.Podemos ter uma ansiedade depressiva ou uma depressão ansiosa. Na ansiedade que é ancestral, utilizamos para nos defender de situações de perigo e medo real ou imaginário, se tornando patológica quando temos medos irracionais em excesso, querendo antecipar o futuro ou situações do cotidiano, com muito estresse, irritabilidade e impaciência com sintomas de sudorese, falta de ar, palpitações, pensamentos negativos, insônia, baixa da libido e autoestima, adrenalina alta.Na depressão o individuo se sente muito mais do que triste, por um longo tempo, com cansaço, desanimo, letargia, desequilíbrio no humor, choros fáceis, sem sentido pela vida, vazio e angustias devido ao desequilíbrio de neurotransmissores.Tanto a ansiedade quanto a depressão tem sintomas parecidos, pois estão interligados apesar de um estar focado no futuro e o outro no passado, não conseguindo viver o presente. O esta…
Linguagem corporal


Nossas expressões corporais são importantes para a comunicação humana, por demonstrarem as emoções e sentimentos. Essas expressões podem ser faciais ou no corpo todo. As faciais principais são sete, apesar de existirem centenas delas, inclusive as microimpressões que podem durar menos de um segundo, e precisam ser filmadas para que em câmera lenta possamos observar melhor. Essas expressões são universais e ancestrais, variando muito pouco devido à cultura.  O psicólogo Paul Ekman foi o maior pesquisador no assunto, gerando até um seriado com o nome de “Lie to me”. Excelente seriado apesar de muita ficção. Vou citar as sete expressões mais comuns. Felicidade, demonstramos sorriso aberto sincero e espontâneo, envolvendo os músculos dos olhos. Tristeza, as sobrancelhas são puxadas para dentro e para cima e os lábios para baixo. Desprezo, quando um lado da boca fica mais erguido com sorriso escárnio e rápido. Repulsa, quando as sobrancelhas ficam franzidas e o lábio superior …
Honestidade
O que é honestidade? Literalmente é ser verdadeiro, não mentir, não enganar, não fraudar ou corromper. Etimologicamente vem do latim, honos, que significa honradez, dignidade. Ser honesto e parecer honesto deveria ser característica do ser humano, que repudia a falcatrua, não ser conivente, levar vantagem em tudo, ser malandro, mais esperto que o outro, não ser corrupto ou sonegador, não respeitar o próximo ou a si mesmo. Ser honesto é respeitar as normas e regras éticas e morais. A ética estuda os fundamentos dos valores morais, para orientar o comportamento humano, pessoal ou profissional, sendo o modo de ser de cada um, com sua índole, portanto ser coletivo. A moral são os costumes, regras e convenções de cada sociedade ou cultura, o modo de agir das pessoas, buscando o bem estar social.  Por isso as frases “Não faças ao outro o que não gostaria que fizessem com você” bem como” faça o que eu digo, mas não o que faço” definem bem sobre a honestidade de cada um. Não prejudicar…
O que é traição.
Traição pode sugerir vários temas, como: perfídia, falsidade, emboscada, deslealdade, infidelidade. No entanto o tema que quero abordar é a traição no sentido de fidelidade conjugal (adultério).O que é traição?O sentido de traição pode variar de um extremo ao outro, para uns, pensar, olhar, desejar, sonhar com o outro, real ou virtual, pode ser um ato infiel, para outros terem aventuras passageiras, ou uma única vez, não tendo envolvimento afetivo, ou sair com uma garota de programa, para se satisfazer sexualmente; pode não ser considerada traição. Por isso cada caso é um caso.Troca de casais, ou sexo grupal, será que é traição? Para alguns é perversão sexual, para outros, pode ser normal. Assim, depende da consciência de cada um. O homem talvez por motivos culturais, hormonais, biológicos e até sociais, trai mais que as mulheres, mas pesquisas recentes mostram que as mulheres também estão tendo relacionamentos extras, em grande quantidade.        Por que será que isso…
As fases do desenvolvimento humano
Antes mesmo do nascimento, trazemos memórias ancestrais gravadas nos cromossomos dos pais e da historia da humanidade, conforme a transmissão psíquica transgeracional. No inconsciente coletivo estão influencias genéticas hereditárias e ambientais, para a formação do nosso ego (eu) e da estrutura da personalidade, por serem ricas em informações e consequências mesmo inconscientes e que poderão jamais se tornar conscientes. C.G.Jung, já resaltava no inicio do sec. 20, a importância dessas influencias gestacionais e ancestrais, contidas no inconsciente coletivo e familiar, através dos arquétipos. Estamos ainda na infância do desenvolvimento da humanidade. Apesar do patriarcado racional ter uns 10.000 anos apenas, com o surgimento da agricultura e do sedentarismo, e o matriarcado emocional uns 200.000 anos, o conceito de família é muito mais recente tendo pelo menos uns 250 anos com a convivência com os filhos, concebidos e desejados ou rejeitados e abando…
Tanatofobia

           Quem tem medo da morte levanta a mão.                        A única certeza que temos ao nascer é que vamos morrer, e mesmo assim é um dos maiores temores da maioria das pessoas.                        Será devido às questões existenciais que indagamos como: De onde viemos? O que fazemos aqui? Para onde iremos?                        As Religiões, a Mitologia, as Filosofias de vida, as Seitas as Ordens, procuram dar explicações para essa questão mortal, talvez para aliviar e controlar o sofrimento humano. O animal humano provavelmente é o único que tem consciência da sua existência e a necessidade da divindade, devido a grande insegurança pessoal.                         Jung escreveu o seguinte sobre a morte. “É no misterioso momento do meio dia da vida que acontece o nascimento da morte”. Por volta dos 35 aos 45 anos , quando a curva da vida alcança o auge dá-se a transição, mesmo assim muitos estão entre o desejo de viver e o desejo de morrer, no entanto só perman…