sexta-feira, 4 de junho de 2010

Medo da Violência

“Nós pedimos com insistência:
Não digam nunca: isso é natural !
Diante dos acontecimentos de cada dia.
Numa época em que reina a confusão.
Em que corre o sangue,
Em que se ordena a desordem ,
Em que o arbitrário tem força de lei,
Em que a humanidade se desumaniza,
Não digam nunca: isso é natural ! ”

Bertold Brecht

Sabemos que o ser humano é agressivo, e esse impulso agressivo e destrutivo pode ser hetero ou auto – agressão , uns controlando ou reprimindo mais que outros , dependendo da cultura, das leis , podendo canalizar para o bem ou para o mal.
Será que a nossa sociedade está conseguindo criar condições adequadas para a não emergência desses impulsos destrutivos?
O que vocês acham leitores?
O que fazer para vencer o medo da violência, ou diminuir a própria violência . Como diz Bertold Brecht , só não podemos achar que tudo isso é natural ! , senão será o fim !!!
O mundo está com medo de tudo e de todos , isso afeta a nós, nossa família, escola, nosso bairro , cidade , estado, país e mundo .
O que é violência ? Podemos dizer que é uma situação de reação ou coerção em que a pessoa foi submetida a um desprazer desnecessário ao seu crescimento e seu desenvolvimento e ao seu bem estar enquanto ser sadio psiquicamente levando a comportamentos inadequados .
Quem agride violentamente não tem medos, ou tem problemas mentais ( psicopatias ) ou a certeza da impunidade das leis, e querendo tirar do outro de uma forma invejosa negativa, aquilo que ele não consegue ter por seus próprios méritos, e acredita que não tem nada a perder, e por se achar vitima do processo social desigual, o que é bastante relativo .
Nossa civilização parece não estar dando conta de canalizar a violência, e os motivos são muitos, como a desestruturação da família, escola impotente e sem autoridade para exigir valores éticos e morais, desemprego, leis frágeis e com brechas, autoridades políticas e policiais receosas de cumprir suas obrigações, excesso de direitos e pouco cumprimento dos deveres, corrupção , falta de limites , responsabilidades e respeito, onde quem manda é o dinheiro e a sede de poder e domínio, em todas as classes sociais e econômicas, devido ao individualismo e o cada um por si .
Assim o medo da violência se alastra nas ruas, com as drogas e a criminalidade . No entanto não podemos ser omissos e passivos perante esse estado que não é de hoje ,mas se agrava a cada dia .
Devemos estabelecer uma nova ética com valores pela vida sobre a morte . Um projeto constante que todos devemos estar engajados , para que nós , nossos filhos e amigos e todos aqueles que amam a vida e a si mesmo enfrentem com coragem os desafios .
Devemos ter medo para proteção das nossas vidas mas esses medos não podem nos impedir de viver , caso contrario o medo evoluirá para a ansiedade patológica, fobias e pânico geral, e não podemos deixar que isso aconteça.
Se cada um fizer o seu papel, a maioria boa vencerá a minoria má . Não vamos esperar que caia do céu as soluções .
Tenhamos ESPERANÇA, que nos próximos anos melhore, esperança é o que nos resta.



Marco Antonio Garcia
Psicólogo Clinico

Nenhum comentário:

Postar um comentário