terça-feira, 6 de julho de 2010

Nosso corpo fala...

A forma como nos expressamos através dos gestos, postura, voz e o olhar, diz muito sobre o que pensamos. Quando estamos conversando com alguém ou observando, podemos analisar a pessoa para saber se ela está sendo autentica ou não e o que ela está querendo nos dizer através da linguagem do corpo. Vou descrever um conjunto de sinais sinteticamente que dará pistas sobre o que o outro está querendo ou pensando.
Voz Alta - Quem fala muito alto, está querendo chamar a atenção para si; podem ser pessoas imaturas, inseguras e com ressentimentos, controladoras e provocadoras.
Voz baixa - Pode indicar insegurança ou tentar dissimular as reais intenções, pode estar triste, ou se sentindo pouco importante e impotente.
Voz melosa e sensual - Quer seduzir o outro para que façam aquilo que ela quer, podendo dizer uma coisa e pensando outra.
Corpo – Quanto ao corpo quando inclinado para a lateral indica amizade sincera, para frente é sinal de interesse e para trás significa pouco interesse ou mínimo. Quando pessoas sem intimidade se aproximam demais de nós é porque estão invadindo nosso espaço querendo nos dominar. Quem fica balançando o corpo principalmente as pernas é porque está ansioso. Sacudir a cabeça demonstra descontentamento com aquilo que está sendo dito. Coçar a cabeça indica indecisão. Braços abertos indicam amizade para com os outros. Braços cruzados indicam proteção e desconfiança. Quanto às mãos, quando alguém aperta as próprias mãos é porque busca apoio, se os dedos estão unidos formando um triangulo, indica segurança, enquanto que entrelaçadas, indicam impaciência. Com relação às pernas, quando estão afastadas indica que a pessoa e segura e sincera, cruzadas com um joelho sobre o outro indica autoconfiança, se cruzadas e estendidas indica necessidade de dominação. Com relação aos pés se estiverem balançando ou batendo indica impaciência e nervosismo, se a sola estiver inteira no chão indica honestidade e equilíbrio.
O sorriso franco se percebe quando os cantos dos lábios se erguem e a boca entreabre-se. No sorriso falso a boca forma uma linha curva com os cantos erguidos. O bocejo nem sempre indica sono, pode indicar também que a pessoa está com problemas ou entediada. Quando há sinceridade as bochechas se elevam, se houver ironia, o movimento da boca provoca uma ruga na bochecha. Quando o queixo está erguido demonstra arrogância. Quando se está com medo o queixo fica retraído e abaixado, escondendo-se.
A expressão dos olhos também é muito importante, pois quando estamos alegres o olhar brilha, quando estamos em duvida ficam estreitados à sobrancelha levantada e a testa franzida.
Quando está mentindo a pessoa desvia o olhar ou baixa o olhar. Uma pessoa segura de si apresenta olhar tranqüilo, simpático e natural.
Quando o nariz está franzido, indica insatisfação e desagrado, e quando está empinado, mostra arrogância e esnobismo.
Claro que essas são dicas das expressões corporais, pois envolvem vários outros fatores, mas ajuda para que você não seja enganado, portanto continue sendo observador e cauteloso com relação ao outro.

Marco Antonio Garcia
Psicólogo e psicoterapeuta

Um comentário:

ESTRESSES                                O conceito de estresse tornou-se parte do senso comum, apesar de ainda sua definição s...