quinta-feira, 1 de abril de 2010

Animais domesticos

Por que as pessoas precisam ter animais domésticos e tratá-los como se fossem membros da família ?
Muitas vezes a convivência é tão próxima que nos confundimos em saber quem é dono de quem.
Aqueles que tem muito apego aos animais domésticos, até dormindo com eles podem ter comportamento obsessivo compulsivo, tratando-o como humano, são pessoas solitárias, que para fugir da solidão, acreditam que o animal vai preencher um espaço que deveria ser preenchido pelas relações humanas e é preciso ter limites nesse relacionamento para não se tornar doentio, principalmente quando existe muita dependência em relação ao animal e vice e versa. Atualmente virou moda ter animal de estimação especialmente os cachorros, ou gatos, aves, ou até animais exóticos.
Quem tem compulsão por animais normalmente são controladoras, dominadoras e carentes com dificuldades de obter relações humanas ou por não terem filhos, que geralmente dão mais trabalho, sendo assim uma relação de co-dependência.
A relação de animais domésticos com humanos que é muito antiga, pode também ser saudável, como companhia, distração para idosos ou pessoas com depressão e solidão ou com a síndrome do ninho vazio( quando os filhos crescem e vão embora ) ou segurança pessoal , desde que não se crie uma dependência , obsessão ou substituição por uma relação humana, de parceria e filhos. Os animais principalmente os cachorros acabam por se identificar com o seu dono, passando a ter personalidade semelhante e até doenças parecidas . Os cachorros têm inteligência, umas raças mais que outras, mas eles não pensam e não tem sentimentos e sim instintos e aprendem por condicionamento.
E quando o animal morrer como será ?
Assim quem tiver essa dependência, necessita de tratamento, pois nada preenche um vazio para sempre, é preciso descobrir as causas dessa carência e tratá-la, ter um animal como companhia é bom, mas sem perder as relações humanas que nos ajudam a crescer realmente através do choque dos opostos, coisas que os animais não possuem...

Marco Antonio Garcia
Psicólogo - Psicoterapeuta

2 comentários:

  1. Com certeza,pessoas que se apegam aos animais de forma indiscriminada,intensa, sem limites demonstram suas dificuldades com os relacionamentos, lidar com animais é mais fácil eles são amigos sem questionarem, são muito afetivos e autênticos sem cobrarem nada,obedecem sem
    se rebelarem, são verdadeiros quando gostam das pessoas. E o animal é uma criatura que se gosta agrada se não gosta agride, não se utiliza de subterfúgios.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom teu texto meu caro. Concordo com quase tudo. Vou divergir no ponto onde afirma que se apegar muito a esses bichos demonstra solidão e que esse afeto com o animal a pessoa vai buscar aquilo que deveria ser preenchido pelas relações humanas.
    Bem, se eu tomar a mim como parâmetro, não entro nessa análise, pois não me considero uma pessoa das mais carentes e nem alheio as relações sociais e humanas, mas tenho um gato, com o qual tenho uma estreita relação. O trato bem. Faço carinho nele. O gosto muito.

    ResponderExcluir

ESTRESSES                                O conceito de estresse tornou-se parte do senso comum, apesar de ainda sua definição s...