sexta-feira, 7 de maio de 2010

Vida de gado

“Vida de gado, povo marcado, povo feliz”.
Será que é assim que gostamos de nos sentir, perante tantas mazelas que vemos no dia a dia.
Somos um povo hospitaleiro, alegre, tropical, ou alienado, acomodado, conivente.
Enquanto nos conformamos com a nossa ilha da fantasia (Brasília), onde poucos se divertem com altos ganhos, honestos ou não, a maioria se digladia, nas periferias ou até nos bairros chiques.
A impunidade e o deixa para lá, reina em nosso reino, mas não somos mais um reino, e sim uma democracia apesar de relativa e com castas camufladas, onde poucos têm proteção e bons advogados, onde o crime não pode compensar. Devemos tornar nosso ambiente de convivência melhor, onde todos tenham diretos e deveres, respeitando e sendo respeitado trabalhando com competência e não por obrigação tanto nas empresas privadas quanto nos serviços publico, onde muitos são tratados como gado, sendo mal atendido e erradamente, com pedidos indeferidos por erros de servidores incompetentes ou sistemas desatualizados, com promessas de serem atendidos em 30 minutos.
Enquanto poucos mamam nas tetas do governo que representam vacas leiterias sagradas intocáveis, outros são como gado capado aguardando para ser marcado e enviado para os matadouros (cemitérios).
Será necessário derramamento de sangue como ocorreu em outros paises para que o povo seja reconhecido e valorizado, espero que não. Melhor seria uma revolução educativa mais saudável e não sangrenta.
Devemos nos comportar como touros, ou toureiros e não como gado marcado e feliz com migalhas, com pão e circo; tenhamos consciência de que os tempos são outros.
Chega de exploração e humilhação.
Do pó viemos ao pó retornaremos, e espero todos acertem suas contas no oriente eterno.
Somos caçadores e temos que matar mais que um leão por dia.
Não podemos nos conformar com a vida de gado que muitos levam, pois independente da raça do gado tomos teremos o mesmo destino, não nos esqueçamos disso.
Devemos exigir respeito e respeitarmos, somente assim não seremos mais gado e poderemos ser um pouco mais felizes apesar de tudo e de todos aqueles que ainda acham que o povo brasileiro é gado marcado e feliz se contentando com pão e circo...




Marco Antonio Garcia
Psicoterapeuta

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sofrimentos                                                                                                          O ser humano co...